Sérgio Cabral prega a legalização das drogas no mundo

Governador do Rio pretende sugerir a Dilma que leve a discussão à ONU

Para ele, repressão às drogas mata “inocentes” e gera “gasto” que poderia ser aplicado em outras áreas


Kennedy Alencar

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou que vai levar à presidente eleita, Dilma Rousseff, a ideia de defender em fóruns internacionais “uma discussão” sobre a legalização planetária das drogas leves.

Em entrevista à Folha e à RedeTV!, ele disse que “a repressão pura e simples não tem sido inteligente” e que “a proibição leva a mais prejuízo do que uma ação inteligente do poder público”.

A íntegra da entrevista será exibida no “É Notícia”, programa que vai ao ar à 0h30 de hoje para amanhã.

Cabral ressalvou que a legalização das drogas não poderia ser adotada por um único país, mas por um conjunto de países. “Isso tem de ser discutido na ONU e no G-20 [grupo das 20 maiores economias]”, disse ele. “É um tema que merece a atenção dos chefes de Estado.”

Na visão do governador, uma experiência poderia ser feita com a maconha. Para ele, a repressão às drogas mata “inocentes” e demanda um “gasto” que poderia ser aplicado em outras áreas.

Cabral defende também a legalização do jogo no Brasil, assim como ocorre em outros países, e refuta o argumento de que a medida se prestaria à lavagem de dinheiro.

(http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/12/05/cabral-prega-legalizacao-das-drogas-no-mundo-346823.asp)

Comentários:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s