POESIA – Oração à Santa Maria por liberdade

Proibiram sua alegria,
Subordinaram sua paz a homens armados
e encheram seu amor de preconceitos
e rótulos.Você que era tão pura e casta
foi acusada de ser Monstro,
embora seja comprovadamente Medico.

Há séculos sai da terra… sai do barro,
assim como nós, para nos proporcionar a paz.
A inspiração. A felicidade. O amor.

A planta sagrada dos índios e escravos,
a raiz artística de tantas vanguardas,
a diversão de diversas gerações de oprimidos.
A expressão mais pacifica e amorosa
da tranqüila beleza desse mundo…
A Mãe Natureza reduzida a um produto,
mercantilizado por soldados
do terror e da burguesia hipócrita.

Tu que nasceste livre semente,
cresceu beleza natural
e morreu fumaça inspiradora.
Hoje essa fumaça só grita uma coisa,
uma única palavra, um único pedido:
Liberdade!


“When I find myself in times of trouble
Mother Mary comes to me
Speaking words of wisdom:
Let it be…”

 

Rio de Janeiro, Jacarepaguá, 24 de Setembro de 2012

por volta das 00:45