Uruguai avança para o fim da guerras às drogas

O processo mais avançado na derrubada do proibicionismo na América Latina acontece atualmente no URUGUAI, com o emblemático presidente José Mijuca.

A mídia brasileira tem noticiado com muito conservadorismo o provável avanço da lei nesse país, e cria expressões como “estatização da maconha” para caracterizar a nova politica de drogas proposta por Mijuca.

Com sua famosa argumentação poética utrapassada e caricaturando de maneira ingênua a esquerda Latino Americana, Arnaldo Jabour protagonizou um show de horrores no jornal da globo comandado por Willian Wack.(http://www.youtube.com/watch?v=1KLNmuDHGLY).
O projeto de legalização Uruguaio é muito ousado e necessário para o movimento antiproibicionista na America Latina. O presidente Mijuca propõe a legalização e regulamentação imediata da maconha, “o Estado assumirá o controle e a regulação das atividades de importação, produção, aquisição a qualquer título, armazenamento, comercialização e distribuição de maconha e seus derivados”como prevê o terceiro parágrafo do projeto.A regulamentação e a participação efetiva do Estado em determinadas politicas são essenciais e muito importantes na transformação da realidade e qualidade de vida da população. O que Arnaldo Jabor diz ser “estatização da maconha” é na verdade o Estado atacando o mercado ilegal de drogas e retirando dele o poder econômico. Todo o fluxo financeiro que hoje é desconhecido e incontrolável pelo poder público passa ser de conhecimento geral. As susbstância e suas respectivas composições e efeitos quimicos podem ser controlados com mais eficácia pela regulação e vigilância sanitária, favorecendo a saúde individual e coletiva da sociedade.O proibicionismo e a manutenção do mercado ilegal de drogas tem custado muito caro, violento e ineficaz , felizmente Pepe Mijuca está sendo corajoso e coloca esse tema na agenda politica da América Latina para 2012 e 2013
Coletivo Antiproibicionista Cultura Verde