A necessidade de revitalizar e ocupar o Espaço DCE UFF

Condições precárias e falta de segurança refletem a necessidade de um movimento de revitalização e ocupação do prédio DCE UFF.

Após meses de ocupação do Teatro MPB-4 do DCE UFF com vários cineclubes, oficinas e também bastante debate político, o Projeto THCine corre o risco de não poder mais acontecer devido a condições extremamente precárias na estrutura física do prédio. O arquiteto da prefeitura do campus afirma que existe a possibilidade de incêndio no espaço do teatro o que poderia comprometer a totalidade do prédio e até mesmo fazer vítimas.

A reitoria da UFF tem manifestado, há algum tempo, o interesse de construir o bandejão do Valonguinho no local onde  funciona a biblioteca do Campus (a mesma iria para o antigo prédio da Física) ou no espaço onde  funciona o bar do DCE. Para instalar um restaurante universitário no espaço gerido pelos estudantes, a reitoria precisa de um novo projeto arquitetônico para que o prédio possa receber o esperado restaurante universitário do Valonguinho. Isso fez com que a SAEN procurasse os estudantes da universidade para apresentar o projeto para que possamos começar a pensarmos juntos o futuro do maior DCE da América Latina.

Foi marcada uma reunião da SAEN com o DCE UFF para dar andamento às conversas sobre a reforma do prédio que hoje está em estado de conservação bastante preocupante. Mesmo com a impossibilidade de última hora da atual gestão do DCE de estar presente, resolvemos não deixar de comparecer à reunião. Ocupamos o espaço frenquentemente, muito nos importa a reforma do espaço e principalmente a ocupação cultural e política do mesmo.

O arquiteto e servidor da universidade Luciano foi bastante categórico e objetivo ao falar que o que ele precisa dos estudantes são idéias e projetos para a reforma do prédio e que ele está a disposição dos estudantes para colocar essas idéias no formato de uma nova planta pois existe o interesse objetivo da reitoria pelo fator restaurante universitário do Valoguinho.

Foi cedido ao Cultura Verde alguns rascunhos da planta do prédio do DCE UFF que estamos disponibilizando em nosso site para conhecimento geral dos estudantes da UFF e de toda a comunidade niteroiense que também deve se apropriar e reivindicar o uso permanente dos espaços públicos da cidade. Tentamos por alguns meses marcar, junto ao GT de Estrutura do DCE, uma reunião mais ampla , para discutirmos sobre o tema, entretanto com um calendário confuso e falta de diálogo e entendimento, não tivemos êxito nessa tentativa de construir esse debate conjutamente com o GT.

Resolvemos na última reunião do Coletivo, com mais ou menos 15 pessoas, propôr uma plenária aberta para que possamos dar os primeiros passos e aos poucos construirmos coletivamente um movimento de ocupação, e que ao mesmo tempo possa pensar em um projeto de revitalização do espaço. Entendemos que para transformar o nosso prédio do DCE que hoje anda em situação precária, com o teatro MPB-4 oficialmente interditado, cheio de entulhos, com infiltrações e risco de incêndios em um importante local de cultura da cidade de Niterói é preciso mais do que um acordo com a reitoria e um novo projeto sabatinado pelo Conselho Universitário. Precisamos criar um movimento amplo que consiga pensar um novo projeto para o prédio mas que também pense como ocupá-lo cultural e politicamente. O jornal do DCE dessa calourada traz uma nota reconhecendo a necessidade de revitalizar o espaço do nosso prédio e isso é um importante passo para que consigamos tirar esses projetos do papel e transformá-los em mobilização por parte dos estudantes para garantir a efetiva reforma de todos os 5 andares do nosso DCE.

A proposta de reforma do DCE pode tirar do papel projetos importantíssimos como uma sala onde poderíamos organizar uma rádio livre para a cidade de Niterói, uma sala emborrachada para a prática de artes marciais como a capoeira e também outras atividades como balé ou yoga. O teatro pode servir como um excelente espaço para organizarmos nossas assembleias estudantis com qualidade, receber seminários, organizar debates e encontros e diversos eventos culturais para a cidade . O 5º andar tem um grande potencial para se transformar em um alojamento que possa receber estudantes de outros estados para eventos políticos e culturais em Niterói. O terraço pode ter um espaço para camping e até mesmo uma estrutura para receber confraternizações dos estudantes. O pré-vestibular popular pode ser expandido e o DCE poderia ter uma boa sala de reunião e uma outra que pudesse receber estudantes de DA’s com menos estrutura para fazer cartazes ou aplicar stencil em camisas, uma espécie de oficina em nosso prédio. Não seria bom também ter uma assessoria de comunicação funcionando no nosso DCE que pudesse divulgar as reuniões de GT, de diretoria, assembleias estudantis e informações sobre os movimentos sociais de Niterói a partir de um blog eficiente e com informações sempre atualizadas nas redes?

Desse modo queríamos convidar todos os estudantes e comunidade niteroiense a participar no dia 12 de dezembro, quarta-feira às 18:00h, para uma reunião no próprio maltratado teatro do DCE UFF para começarmos a pensar, juntos, como faremos para tocar essa difícil tarefa de transformar o maior DCE da América Latina em uma estrutura novamente cheia de cultura, de política, de arte e principalmente cheia de estudantes da UFF e moradores de Niterói envolvidos em atividades das mais diversas. 

Plantas do DCE UFF:

Mais fotos do prédio do DCE UFF:

Este slideshow necessita de JavaScript.