Cineclube apresentou na UFF o debate antiproibicionista e a necessidade da legalização

debate antiproibicionts auff

O Projeto THCine uma iniciativa do Coletivo Cultura Verde e de estudantes da UFF levou o debate antiproibicionista para dois importantes centros acadêmicos da Universidade Federal Fluminense. No último dia 28 de Novembro em uma parceria com o Diretório Acadêmico de Economia Herrmann Júnior mobilizamos uma boa discussão com os estudantes de economia, sobre os efeitos da politica proibicionista cinecono Brasil e a necessidade imediata da revisão das leis de drogas no país. Com a exibição do clássico “Cortina de Fumaça” pudemos questionar coletivamente  o modelo proibicionista  que se mostra ineficaz e ultrapassado em todo o planeta. O tabu da maconha nitidamente está sendo quebrado e mais pessoas começam a discutir com mais clareza e sem tanto moralismo quais as  alternativas viáveis ao modelo proibicionista que foi contruído a partir de muita violência e repressão nas periferias das grandes cidades.ruy mnoreira

No dia 11 de dezembro, quarta feira, fomos até o Diretório Acadêmico de Geografia Ruy Moreira também para a exibição do filme “Cortina de fumaça”. Gostaríamos de agradecer aos estudantes da Geo que ajudaram  na estrutura e na realização do cineclube . Apesar das fortes chuvas e com a faculdade bastante esvaziada conseguimos garantir a exibição do filme em uma tarde agradável e com parceiros importantes na construção do movimento antiproibicionista no Rio de Janeiro. Fizemos também uma reunião do coletivo após a exibição.

geografiaO documentário de 88 minutos, trouxe informações fundamentadas , através de depoimentos nacionais e internacionais, além do Brasil, o diretor Rodrigo Mac Niven gravou na Inglaterra, Espanha, Holanda, Suíça, Argentina e Estados Unidos.

Para  realizar  um THCine com a gente entre em contato: culturaverde.rj@gmail.com ou facebook.com/coletivoculturaverde

O projeto THCine Cultural é uma iniciativa de estudantes e moradores de Niterói na intensão de promover espaços culturais e de debates sobre a legalização da maconha, antiproibicionismo, luta antimanicomial, direitos humanos e garantia das liberdades individuais e coletivas. Nesse sentido ”ocupar culturalmente” é possibilidade e também ferramenta no avanço de novas estratégias para a superação da atual política proibicionista sobre drogas no Brasil. Defendemos a ocupação permanente do Teatro MPB-4 como forma de garantir a resistência e a produção cultural autônoma e popular , sem fins lucrativos e mercadológicos para moradores e estudantes de Niterói.

A ideia do projeto é utilizar a ferramenta do audiovisual para pautar temas de relevância social além de dar especial atenção ao debate antiproibicionista, centro de atuação política de nosso coletivo.

Fonte: Cultura Verde | Coletivo Antiproibicionista e Antimanicomial

Uma resposta para “Cineclube apresentou na UFF o debate antiproibicionista e a necessidade da legalização

Comentários:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s