“Precisamos de grandes Marchas da Maconha para garantir a legalização” – por Dr. André Barros

marcharjA irmandade pergunta a outros ativistas e a mim também se estamos perto da legalização da maconha no Brasil. O questionamento vem na onda das decisões do Juiz Federal de Brasília que autorizou a importação do remédio de maconha para uma criança que sofre de graves convulsões, e de um Juiz Estadual do Rio de Janeiro que declarou inconstitucional a criminalização do consumo de maconha. Essas decisões históricas serão sempre lembradas quando a maconha for legalizada no Brasil. Ainda vamos rir muito de toda esta ignorância que estamos vivenciando. As referidas decisões, de primeira instância, podem ser confirmadas ou não pelos tribunais superiores. Não podemos ficar esperando que façam por nós: vamos à luta.

Se aproveitarmos toda essa onda e fizermos grandes Marchas da Maconha por todo o país, avançaremos muito neste processo de legalização. Política se faz na rua e lá potencializaremos a nossa causa. A multidão que tomou as cidades do Brasil em 2013 ensinou a todo o país o que é a democracia direta das ruas. Dela, os poderes constituídos se esconderam mais ainda em seus palácios. Não aumentaram as passagens, tiveram de fazer uma autocrítica por terem apoiado o golpe da ditadura civil-militar. As ruas gritaram por Amarildos, Vinicius e Claudias, desaparecidos, presos e assassinados. A polícia, assim como todo o sistema penal, foi colocada em cheque, enquanto Cabral saiu pelos fundos do palácio, sem caravela ou helicóptero.

São de enorme relevância as decisões judiciais, as capas e manchetes das revistas com grandes folhas de maconha e as matérias na televisão divulgando os países que vêm legalizando a erva da paz para fins medicinais, recreativos e de segurança pública. Quem sabe faz a hora e aproveita os acontecimentos. Vamos surfar na maior onda lotando as Marchas da Maconha por todo o Brasil. É Isso que vai fortalecer a nossa causa para legalizar a erva de Jah.

A hora é esta, o ano é este, não tenha vergonha, vem pra Marcha da Maconha!

ANDRÉ BARROS, advogado da Marcha da Maconha, membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ e do Instituto dos Advogados do Brasil | Rio de Janeiro, 09/04/2014

Comentários:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s