Meça suas palavras, parça! – Festa da Marcha da Maconha Niterói essa quinta na UFF Gragoatá

festa marcha

Com o tema “Meça suas palavras, parça! – A luta antiproibicionista também é feminista” a festa da Marcha da Maconha Niterói acontece essa quinta-feira (26/03) a partir das 21h no campus Gragoatá da UFF em Niterói. A ideia do evento é fazer dialogar a luta pela legalização da maconha com a luta das mulheres no mês de março. As festas também são o meio encontrado para que o movimento não dependa de financiamentos externos para cobrir seus gastos com panfletos, cartazes, mega-fone, bateria, entre outros.

Evento no Facebook: http://migre.me/p96kF

Confira a descrição do evento:

Se o Maio é Verde, o Março precisa ser Roxo! E precisamos lembrar que esse mês das mulheres é um mês de luta. Por cada mulher que por ser usuária de droga(s) é vista como “fácil” e passível de ser assediada e estuprada. Por cada mulher que é humilhada nas “duras”, nas delegacias, e nas revistas vexatórias. Por cada Cláudia que é assassinada pelo proibicionismo, e por aquelas que sobrevivem mas tem toda a sua família morta. Por toda clandestina que sangra, pois o direito ao próprio corpo é ainda mais negado às mulheres. Por toda mulher presa por tráfico: a moça que trabalha transportando ou endolando a droga, a companheira que leva nas prisões, a cultivadora. Por toda usuária de drogas internada à força por não se encaixar nos padrões. Por todas as mutiladas que ainda acreditam na indústria farmacêutica. Por todas as violentadas que ainda acreditam que a culpa é da droga, e não do babaca do seu companheiro. Por elas. Por mim. Por nós. Não dá mais para não falar das mulheres na luta pela legalização da maconha!

A Marcha da Maconha Niterói realiza a festa “MEÇA SUAS PALAVRAS, PARÇA! – A LUTA ANTIPROIBICIONISTA TAMBÉM É FEMINISTA” pra explicar de uma vez por todas que a legalização da maconha também é pela vida das mulheres.

11047952_353396678179681_3932372613937133678_n

No Brasil a cada 12 segundos uma mulher é estuprada. Em Niterói o número de estupros cresceu 250% em 4 anos. Falar em legalização da maconha é falar em cada mulher que foi estuprada ou assediada por ser usuária. É afirmar que a luta antiproibicionista não pode mais objetificar os corpos femininos e corroborar com a cultura do estupro. Meu corpo não é mercadoria para ser vendido. Meu corpo minhas regras. Não somos seu fetiche. Respeita as mina. Não é não!

E A LINE UP?
Para darmos espaço a elas, a festa será coordenada só pelas mulheres. Máximo Respeito!

E A CERVEJA?
Uma (01) cerveja vai ser 5,00.
Mas não se desespere, sabemos que é final de mês e criamos a PERGUNTA PROMOÇÃO! Quem souber a data da Marcha da Maconha de Niterói compra duas (02) por 5,00!
Fácil, muito fácil. Pra ajudar na sequela a gente dá a data: 16 DE MAIO! 16 DE MAIO, 16 DE MAIO! (Concentração às 14h20 no Terminal de Niterói!)

O LOCAL?
Bloco E da UFF – Campus Gragoatá. Espaço público, ENTRAGA GRATUITA! PORÉM CHEGUEM ANTES DAS 22:00! O portão pode fechar às 22:00, visto que a REItoria não quer se responsabilizar e o DCE parece não se mexer muito pra regulamentar a portaria de festas e abrir os muros da universidade. E você não vai querer ficar de fora!

Mesmo com portão aberto não vai entrar: PROIBICIONISMO, MACHISMO, RACISMO, LGBTFOBIA E PRÁTICAS MANICOMIAIS, afinal, somos um movimento social que luta pelas liberdades! E já sabe: ou respeita as mina ou vai passar vergonha na festinha.

Comentários:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s