Pesquisadora da UFRJ, Ligia Bahia, aponta os efeitos negativos da privatização e do ajuste fiscal para o contexto do SUS

Participação de Ligia Bahia, professora adjunta do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva/UFRJ, durante o  Seminário: Regulação do capital nos serviços de saúde no Brasil. O seminário organizado pela ABRES (Associação Brasileira de Economia da Saúde) ocorreu no dia 1 de junho no Instituto de Medicina Social da UERJ e reuniu professores, pesquisadores e acadêmicos que estudam e pensam sobre o tema.

O espaço  foi voltado para o debate sobre economia da saúde e as políticas públicas voltadas ao setor privado no contexto do SUS, explicitando também como a dinâmica do capital privado e estrangeiro acontecem hoje na realidade da saúde brasileira.DSCN2778

Ligia Bahia realizou uma análise da conjuntura política do Brasil e apontou os efeitos negativos do ajuste fiscal para o campo da saúde pública, fez também uma breve análise sobre os grandes oligopólios privados da saúde, assim como o processo de precarização e a segmentação do SUS.

Cultura Verde | Antiproibicionista e Antimanicomial

Comentários:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s